O Orçamento Participativo de Condeixa 2016 recebeu um total de seis propostas (cinco ao OPG e uma ao Orçamento Participativo Jovem) em áreas como a melhoria de equipamentos desportivos e de lazer, a reutilização de livros escolares ou a apetrechamento do corpo escutista.

 

Seis propostas concorreram ao Orçamento Participativo de ondeixa 2016

 

O Orçamento Participativo de Condeixa 2016 recebeu um total de seis propostas em áreas como a melhoria de equipamentos desportivos e de lazer, a reutilização de livros escolares ou a apetrechamento do corpo escutista.

O período para a entrega de propostas terminou no passado dia 30 de junho e foram apresentadas cinco candidaturas ao Orçamento Participativo Geral (OPG) e uma ao Orçamento Participativo Jovem (OPJ).

No OPJ, o munícipe Tiago Avelino Mendes Acúrcio apresentou uma proposta, orçada em 50 mil euros, com vista à “Requalificação e aplicação de sintético no ringue de Bruscos”, localizado na União de Freguesias de Vila Seca e Bendafé. O autor justifica a proposta com a necessidade de corrigir “o problema da fraca qualidade das fundações, uma vez que as mesmas voltaram a ceder e as placas do ringue se encontram novamente danificadas, o que o torna um risco para os jovens que lá pretendem jogar futsal”. Acrescenta Tiago Acúrcio que a requalificação e aplicação de relvado sintético no ringue de Bruscos constituem “uma mais valia para todos os jovens e restantes habitantes da União de Freguesias de Vila Seca e Bendafé, que não têm nenhum outro tipo de infraestruturas com condições semelhantes”.

No OPG, uma das cinco propostas apresentadas prende-se com a criação de um “Banco do Livro”, servindo todo o concelho de Condeixa-a-Nova. “Uma forma de fomentar a reutilização dos manuais escolares é a criação de uma plataforma electrónica na Internet, onde se centra actualmente toda a informação, para que toda a comunidade tenha conhecimento dos manuais escolares disponíveis”, justifica João Silvestre.

O autor da proposta explica que na fase de arranque desta iniciativa, a grande parte do orçamento deste projecto, que é de 43 mil euros, “servirá para comprar livros para o Banco do Livro, distribuídos de acordo com o regulamento do Banco do Livro (“Quem recicla tem prioridade”).

A ideia passa por uma utilização gratuita do Banco do Livro. “A reutilização dos manuais escolares permite reduzir o consumo de recursos e desta forma ser mais eficiente, amigo do ambiente e da sua carteira”, acrescenta João Silvestre.

O munícipe Nuno Redinha concorre ao OPG com uma proposta de construção de um “Parque infantil da Praça do Município”, em Condeixa-a-Nova. Orçada em 43 mil euros, a ideia pretende garantir mais um espaço de diversão e convívio para as crianças do concelho.

Outra das propostas, designada “Condeixa Ativa”, é apresentada por Manuel Soares. Com um orçamento de 10 mil euros, o autor propõe “dotar o Parque Verde de Condeixa de um ginásio ao ar livre, substituindo os equipamentos de manutenção física que lá se encontram por outros mais recentes e funcionais”.

Rui Miguel Oliveira Serrão Pinela avança com o projeto “Quinta do Barroso Ativa”, com o objetivo de dotar a Urbanização Quinta do Barroso, no Sebal, de equipamentos desportivos e de lazer, “de forma a melhorar a qualidade de vida dos moradores e de outros munícipes que frequentemente utilizam o nosso espaço físico, estimulando a prática desportiva e consequente combate à sedentarização”.

Aproveitando os espaços comuns da Urbanização, a proposta – orçada em 40 mil euros – prevê “criar um circuito de manutenção física, dotado de vinte equipamentos de ‘fitness’, uma tabela de basquetebol e inerente ‘garrafão’, a respetiva sinalização do circuito, dois equipamentos para suporte de bicicletas e quatro mesas de madeira para piquenique”, descreve o autor.

Finalmente, Artur Costa subscreve a proposta “ScoutCar Escuteiros em Movimento”, no valor de 43 mil euros, com vista à aquisição de uma viatura mista de 9 lugares, a caracterizar com elementos identificativos do Escutismo no Concelho de Condeixa e do Sicó.

 

“Com esta viatura, pretende-se transportar pessoas e matérias, em segurança para e nas atividades da Grande Alerta e do Agrupamento de Escuteiros 1035 CondeixaNova/CNE, bem como promover o escutismo do Concelho e a promoção de Sicó como espaço de excelência para actividades escutistas”, explica o autor.

As propostas apresentadas foram submetidas a análise técnica, tendo sido aprovadas 5 propostas das 6 apresentadas.